Verdades do Corpo | REESCREVER A HISTÓRIA FAMILIAR
Representa uma visão alternativa à saúde baseada na biodescodificação de uma sintomática física ou psicológica, numa intervenção terapêutica que dirige à cura profunda emocional. Serviços: Psicologia Clinica, Psicossomática Clinica e Humanista, Psicogenealogia, Sexualidade Masculina, Numerobiologia.
Psicologia, Psicossomática, somática, placebo, biodescodificação, relacionamento, Clinica, Humanista, numerologia, Saúde, Mente, Psicogenealogia, genealogia, família, sexualidade, masculino, homem, gravidez, corporal, inconsciente, emoção, cérebro, gestação, antepassados, infância, equilíbrio, acupunctura, auriculoterapia, biologia, repressão, doença
21502
post-template-default,single,single-post,postid-21502,single-format-standard,cookies-not-set,ajax_fade,page_not_loaded,,content_with_no_min_height,select-child-theme-ver-2.8,select-theme-ver-3.9,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

REESCREVER A HISTÓRIA FAMILIAR

CARTA DE LIBERTAÇÃO FAMILIAR:

 

 

Esta carta terá que ser escrita à mão durante 7 dias consecutivos, guardando cada uma na tua posse. Ao sétimo dia, acendes uma vela branca que irá representar a tua DIVINDADE MÁXIMA DE FÉ, que pode ser o “eu superior”, “guia interior”, “inconsciente sábio”, “duplo quântico“, etc. De seguida, reles a carta em voz alta, com TOTAL CONSCIÊNCIA de ti mesmo/a, e farás o seguinte ato psicomágico:

 

 

1 – Queimas cada uma das cartas;

 

2 – Junta as cinzas e acolhe um vaso ao teu lado, com uma planta nova e que seja do teu gosto;

 

3 – Despeja as cinzas no vaso e oferece algo que simbolize “doçura”, como um caramelo, rebuçado, uma colher de mel…

 

4 – De seguida, come uma fruta do teu agrado e deixas a vela a arder ao lado do vaso, até se apagar por ela mesma, ao mesmo tempo que expressas em voz alta, 3 vezes seguidas:

 

“Agradeço por tudo, que assim seja…”,

 

5 –  No final, escolhe se queres guardar o vaso contigo, ou enterrá-lo no meio natureza. Segue o teu instinto.

 

 

 

MODELO DA CARTA:

 

 

Eu ___________________, a partir de hoje_______ (data completa), neste ato de plena consciência de que sou um Ser de Amor Incondicional, realizo este ato de libertação para mim, para todos que foram e para todos que serão. 

Ao meus pais que os libetro de sentir que falharam comigo. 

Liberto os meus filhos da necessidade de me orgulharem, que escrevam o seu próprio caminho, segundo o que o  coração lhes diz ao ouvido.

Liberto o meu par da obrigação de me completar. Nada me falta, aprendo de cada ser, em cada momento.

Aos meus avós e ancestrais que já partiram para eu estar aqui, que respire vida em honra do seu nome. Os liberto das culpas do passado, dos desejos que não cumpriram, consciente de que fizeram o seu melhor e que puderam resolver as suas situações a partir dos recursos da consciência que tinham nesse momento, eu honro-os, amo-os e os reconheço como inocentes a cada um deles. 

Me desnudo perante os seus juízos, para que saibam que não me oculto, devendo nada mais do que ser fiel a mim mesmo/a e à minha própria existência, percorrendo um caminho onde sou consciente que cumpro o meu próprio projeto de vida, livre de lealdades familiares invisíveis e visíveis que possam perturbar a minha Paz e Felicidade, sendo de minha inteira responsabilidade. 

Renuncio ao meu papel de Salvador/a e de ser quem une e cumpre as expetativas alheias. 

Aprendo através e somente através de um Amor Benigno da minha essência, respeitar a minha única forma de expressar, mesmo que a outra pessoa não compreenda, porque só eu vivi e experimentei a minha história, porque me conheço, sei quem sou, o que sinto, o que faço e o porque faço. Respeito e aceito-me como EU SOU. Honro a Divindade em mim e em ti… Sejamos livres. 

 

Eu sinto, eu compreendo e agradeço a todos.

 

fonte: @centrodeluzancestral

 

 

Obs.: A realização deste ato psicomágico ativa processos inconscientes de reparação. Todos os efeitos que advém deste ato serão toda e inteira tua responsabilidade.

Alguma dúvida, basta contactar: marcosousa@verdadesdocorpo.com

Sem comentários

Faça o seu comentário