Verdades do Corpo | A ILUSÃO DA MAGIA
Representa uma visão alternativa à saúde baseada na biodescodificação de uma sintomática física ou psicológica, numa intervenção terapêutica que dirige à cura profunda emocional. Serviços: Psicologia Clinica, Psicossomática Clinica e Humanista, Psicogenealogia, Sexualidade Masculina, Numerobiologia.
Psicologia, Psicossomática, somática, placebo, biodescodificação, relacionamento, Clinica, Humanista, numerologia, Saúde, Mente, Psicogenealogia, genealogia, família, sexualidade, masculino, homem, gravidez, corporal, inconsciente, emoção, cérebro, gestação, antepassados, infância, equilíbrio, acupunctura, auriculoterapia, biologia, repressão, doença
21528
post-template-default,single,single-post,postid-21528,single-format-standard,cookies-not-set,ajax_fade,page_not_loaded,,content_with_no_min_height,select-child-theme-ver-2.8,select-theme-ver-3.9,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

A ILUSÃO DA MAGIA

Muitas pessoas surgem em consulta com a crença de que a sua vida está “embruxada”, sob o efeito de um feitiço, um karma ou magia qualquer, que lhes impede de seguir em frente.

 

Esta crença separatista alimenta um mercado paralelo de curandeiros, terapeutas e médiuns, que sobrevivem á custa de pessoas desesperadas que buscam soluções “mágicas” para as maleitas inexplicáveis do espírito.

 

Com isso, montam um cenário de intriga, disputa e desconfiança que leva a mais dor e confusão.

 

Em certa medida, todos nós andamos “enfeitiçados”.

 

O feitiço é um “mal” persistente sem causa racional, sendo todo Ele de natureza Inconsciente.

 

Dar um pontapé para frente, assumindo que esse “mal” vem de alguém de fora no qual chamam de bruxaria, é fruto de uma defesa astuta do Ego que somente quer proteger da dura realidade:

 

 

“Responsabilizar-me do “mal” que sofro, implica reconhecer a impotência em controlar a minha vida.”

 

 

Após a aceitação da incompetência em gerir os processos emocionais internos, a verdadeira Magia acaba por aparecer e, numa Humildade Transcendente, a solução surge por si mesma.

 

Tanto o “bem” como o “mal” são produtos emocionais criados a partir de um Inconsciente amoral e quântico.

 

Em vez de sermos vítimas de bonequinhos de vudu, de mesinhas envenenadas ou de punições de vidas corruptas de um passado qualquer, reconhecer o facto que somos os Criadores, passamos a ser feiticeiros, bruxos e profetas da nossa própria encarnação.

 

MARCO SOUSA

Sem comentários

Faça o seu comentário